Dr. Fernando Salvino

Parapsicólogo e Psicoterapeuta

ABPCM/SC - 000.060

Ansiedade e Depressão como evidências do não-saber Meditar.

Preocupação com o futuro e medo de que as coisas ruins do passado voltem a ocorrer. Saudade dos bons tempos do passado e esperança que venham melhores ares no futuro. Traumas que ocorreram e nos marcaram nesta e noutras vidas e é no futuro que depositamos todas as nossas expectativas de melhores tempos. E o resultado é sempre o mesmo: Ansiedade e Depressão. A ânsia por não querer que no futuro ocorram as coisas ruins do passado. A ânsia por melhores tempos. A tristeza, a melancolia, decorrente da desesperança de que no futuro vá ser melhor do que já foi ou que realmente vá resolver os impactos dos traumas passados. Junto com tudo isso adicionamos: Medo, angústia e vazio. E eis que temos diante de nós uma vida tensa e destituída de sentido. Ao longo de minha vida e de minha experiência clínica com centenas e centenas de pacientes e alunos, pude perceber uma coisa interessante. Ao realizar centenas e centenas de sessões de regressão a vidas passadas pude detectar um ponto muito relevante: O fato de não sabermos meditar por si só nos acarreta uma série de problemas. O que é meditação? É o movimento interno onde ocorre uma auto-regulação geral no espírito e no corpo, nas emoções e na mente, nas energias e na nossa ligação com a vida e com o universo, com Deus. A pessoa que não sabe fazer isso fica com seu discernimento prejudicado ocasionando tomadas equivocadas de decisões e escolhas, gerando sofrimento. A pessoa que não medita com regularidade acumulou em vidas anteriores muito sofrimento e colhe os resultados dos mesmos e, não continuando a meditar, permanece nos padrões que nutrem mais e mais sofrimento. Então, o não saber meditar é por si a causa de nosso sofrimento em geral.

E meditar é um encontro consigo mesmo. É um profundo contato honesto e amoroso consigo mesmo. Nutrir isso a cada dia nos devolve o poder sobre si mesmo e a sabedoria natural da vida, do amor a si e aos demais, e a uma ligação lúcida e respeitosa com a natureza e universo, com Deus. Então, se você está acometido do mal da angústia, da ansiedade, do medo, da tristeza, começe a meditar. E como faço para meditar? Inicialmente, pare, sente, posicione-se confortavelmente, relaxe seu corpo e comece a respirar lenta e profundamente. A prática do relaxamento e da regulação da respiração é o primeiro passo da meditação e já pode te dar enormes benefícios para a saúde e para sua qualidade de vida.

Para mim, praticar o Tai Chi Chuan, o Yoga em geral, tocar flauta e violão, pilotar minha moto e viajar, sentar na natureza, são meus métodos de meditação mais eficientes, e assim como me divertir com minha filha e com as pessoas que amo. E para você, quais seus métodos eficazes de meditação? E faz quanto tempos que você não os pratica? Nos próximos textos falarei sobre as demais regulações e sobre a meditação completa. Namastê! Om Shanti!


Postagens em Destaque