Dr. Fernando Salvino

Parapsicólogo e Psicoterapeuta

ABPCM/SC - 000.060

Tai Chi

 

Aquilo que foi chamado de Tai Chi Chuan pode ser considerado o sistema em si do Yoga chinês, porém, como é comumente compreendido como um método a parte, separado dos demais, situei-o como um método dentro da ampla sistemática do Tao Yoga. O que é Tai Chi?

 

Para compreendermos isto, teremos de retornar a Cosmologia chinesa, especialmente, a Taoista.

 

Tudo parte de um movimento inteligente, porém, incognoscível, das escalas micro às macro, e infinito. Este eixo inteligente cósmico, que está contido e tudo e que tudo contém, é Tao.

 

Assim, da condição holocósmica de pura consciência universal (Wu-Ji) emerge as duas manifestações básicas de tudo: Yin e Yang que, unidos, transcendem a si mesmos e a dualidade. Desta transcendência da dualidade, temos o Tai-Ji, ou a suprema cumeeira, aquilo que ultrapassa as partes e o secundário e mostra-se como essencial, a viga, o eixo, aquilo que viabiliza uma dada estrutura existir, ou o que possibilita a existência de Yin e Yang. Isto é Tai-Ji.

 

"Tai" significa grande, cume, pico e tudo que se compreende como máximo, infinito, além e assim por diante. É similar ao conceito ocidental de "trans" ou "para", como o que transcende, ou o que está além de.

 

"Chi" ou melhor "Ji" é a cumeeira, o eixo de uma casa, o que possibilita com que uma estrutura permaneça coesa e firme; o eixo que possibilita que a estrutura exista. Este eixo é tanto visível como invisível. Em termos do conceito de "Ji" é o eixo cósmico geral que possibilita que tudo esteja nos seus lugares e nada atrapalhe a existência do outro, como é a organização das estrelas, astros, planetas, campos, espaço, tempo, vida, morte e consciência.

 

Portanto, "Tai Ji" é o eixo supremo que possibilita a existência e a não-existência e sua sucessão permanente e eterna. Assim diz-se que o Tai Ji é que possibilita a existência de Yin e Yang; é o que transcende, o que está além de toda polaridade, não deixando de ser a polaridade a transcende por completo se tornando uma unidade indivisívele harmônica, sob o governo de uma outra realidade inteligente e que ultrapassa todo nosso entendimento: "Tao".

 

"Chuan" é punho, conflito ou luta no sentido de um movimento de neutralizá-los, por outro lado, punho significa controle, autodomínio, centramento, força, firmeza e assim por diante.

 

Tai Ji Chuan ou Quan é, em sentido amplo, a vida em harmonia com Tai Ji, numa sincronia entre microcósmo e macrocosmo, e do ponto de vista estrito, o método que leva o praticante ao estado Tai Ji (de holofusão ou como é chamado no Yoga indiano, de Kaivalyam).

 

No entanto, uma série de outros métodos são praticados em conjunto com o Tai Ji Chuan e que, compõe, na verdade, o amplo método do Tao Yoga ou a "União" com o "Sentido". Da desunião, temos o sofrimento, a perturbação. E da união, temos a saúde, a longevidade e a alegria, a serenidade.

 

Tai Chi Chuan

 

O Tai Chi Chuan é conhecido praticamente no planeta inteiro e é antes de tudo considerado um método de meditação em movimento com certa semelhança com os movimentos das artes marciais chinesas (kung-fu ou wushu) e indianas (kalaripaiatt e vajramushti).

 

No entanto, o exame aprofundado deste método se perde na história e pouco encontramos de sua suposta origem chinesa, como encontramos nas versões oficiais da história. O Tai Chi Chuan como ciência do movimento apresenta-se totalmente vinculado às artes marciais indianas do Vajramushti e Kalaripaiatt e ao Yoga, por outro lado, nada sabemos sobre os conceitos que o sustentam já que não se trata de um método de luta marcial, sendo neste aspecto, essencialmente um método de Yoga ou vinculado diretamente com as práticas de Yoga, semelhante aos encadeamentos de ásanas realizados por algumas linhages de Yoga. Então é dentro deste universo vago que convido você a penetrar. Convido também a você ler os ensaios que publiquei sobre o Tai Chi Chuan de forma que já possa iniciar os estudos e sua preparação para a prática deste método.

 

Tai Chi Chuan é a manifestação do Tai Chi através de nós mesmos, quando, estando em sincronização consigo, com a Terra e com o Cosmos, podemos permitir e sentir a manifestação do Tai Chi através de nossos movimentos, onde podemos nos tornar uno com tudo, em comunhão, amor e entendimento direto (parapsiquismo).

Copyright © 2019. Fernando Salvino.
Todos os Direitos Autorais Protegidos e Reservados.

.